STEM Education Hub

Citizen Science: 11 questions (and answers) on how to implement science projects at schools Dr. Natália Pirani Ghilardi-Lopes, founder of the Brazilian Network of Citizen…
Saiba maisEntre em contato

STEM Education Hub

Ciência Cidadã: 11 perguntas (e respostas) sobre como implementar projetos científicos na escola

Dra. Natália Pirani Ghilardi-Lopes, fundadora da Rede Brasileira de Ciência Cidadã, responde a dúvidas de educadores que participaram de webinário do STEM Education Hub sobre pensamento científico na educação básica

 

 

Ensino remoto, falta de experiência em pesquisa, acesso restrito a tecnologias. Em princípio estes podem parecer desafios intransponíveis para implementar o pensamento científico na educação. Mas nesta publicação a pesquisadora dra. Natalia Pirani Ghilardi-Lopes mostra que, na verdade, estes podem se tornar elementos importantes na criação de projetos de ciência cidadã nas escolas.

Coordenadora do grupo de pesquisa em Ciência cidadã e conservação ambiental da UFABC e fundadora da Rede Brasileira de Ciência Cidadã, Ghilardi-Lopes respondeu a perguntas de educadores que participaram do webinário "Ciência cidadã e educação básica: como criar um projeto de participação escolar em pesquisa científica?", promovido pelo STEM Education Hub. Confira as dicas e tire também suas dúvidas.

 

1 - Como trabalhar a ciência cidadã no contexto pandêmico, diante do ensino remoto emergencial e das dificuldades relacionadas à conectividade, que dificultam as atividades práticas e as discussões em grupo?

 

De fato, a pandemia nos impõe uma série de desafios. Da mesma forma, podemos aprender novas formas de interagirmos com o conhecimento disponível e, ainda, podemos usar estratégias de compartilhamento de conhecimentos que antes não utilizávamos. No caso da ciência cidadã, o uso de dados de acesso aberto de projetos online pode ser uma boa forma de estimular o ensino de ciências em casa. Há projetos disponíveis em plataformas como o Zooniverse, iNaturalist, SciStarter, entre outras que o professor pode acessar e trabalhar junto a seus educandos. Também é importante entendermos estes problemas de conectividade que são tão comuns em diferentes regiões do Brasil e buscarmos priorizar as atividades e interações assíncronas sempre que possível.

 

2 - Como envolver professores sem experiência em pesquisa em projetos de ciência cidadã? Acho que isso é particularmente difícil porque eles precisam ser facilitadores ativos do processo, mas não têm as habilidades certas. Você tem algum conselho ou estratégia que aplica nesses casos?

Mais do que ter experiência em pesquisa, é importante que os professores estejam preparados para mediar a aprendizagem sobre o processo de geração de conhecimento científico. É importante buscar capacitação, como cursos de introdução à ciência cidadã ou cursos sobre o ensino por investigação. Os próprios projetos de ciência cidadã, em geral, fornecem materiais de apoio para os participantes, os quais podem ser utilizados pelos professores em seus planejamentos.

 

3 - Muito interessante a ciência cidadã aplicada ao ensino na questão da alimentação. Um trabalho realmente muito relevante! Mas entendi que a ciência cidadã teria a contribuição dos cidadãos à ciência. Como se dá essa contribuição em um projeto como esse?

No caso do projeto de alimentação escolar, os dados gerados pelos estudantes, quando produzidos por várias escolas, podem subsidiar decisões do poder público em relação à alimentação nas escolas em escala municipal ou até mesmo estadual. A ciência cidadã neste caso, a partir da geração de dados pelos próprios estudantes em um contexto local, pode auxiliar na elaboração de políticas públicas. A ciência cidadã abrange diferentes tipos de parceria entre pesquisadores e interessados em ciência para:

1) o engajamento do público em diferentes etapas do processo científico;

2) a educação científica e tecnológica;

3) co-elaboração e implementação de políticas públicas sobre temas de relevância social e ambiental.

Finalmente, no caso do projeto relatado, os participantes estavam aprendendo como funciona o processo de geração e sistematização de dados científicos, a partir de um método estabelecido de coleta de dados e da organização dos dados em tabelas.

4 - Há trabalhos realizados em escolas públicas também? Gostaria de saber das possibilidades de trabalhos em diálogos com a área de Linguagens. Sou professora de Educação Física e Língua Portuguesa/Literatura e amo astronomia!

A ciência cidadã pode ser inserida em qualquer escola, sejam elas públicas ou privadas. A inserção vai depender do interesse de professores e da equipe pedagógica da escola, em consonância com o planejamento curricular. Existem exemplos de projetos envolvendo a área de linguagens (veja https://doi.org/10.1515/lingvan-2019-0017 ou https://www.zooniverse.org/projects?discipline=language&page=1&status=live) que talvez possam te inspirar para a produção de versões em português.

 

5 - Quais experiências existem de ciência cidadã em interdisciplinaridade com as Ciências Humanas?

De fato, a ciência cidadã tem total relação com as Ciências Humanas, pois não há como haver ciência cidadã sem os processos de interação entre cientistas e cientistas cidadãos. A avaliação de aprendizagem e a própria avaliação de projetos de ciência cidadã dependem, e muito, das metodologias de pesquisa das ciências humanas. Além disso, existem projetos de ciência cidadã com temas das Ciências Humanas também (veja, p.ex. https://www.zooniverse.org/projects?discipline=history&page=1&status=live).

 

6 - Tenho interesse na ciência cidadã nos anos iniciais no Ensino Fundamental. Quais seriam os fóruns e/ou sites dedicados a este segmento?

Esse é um campo de discussão que ainda precisa ser muito expandido aqui no Brasil. Sugiro que você entre nos grupos de trabalho da Rede Brasileira de Ciência Cidadã (RBCC), em especial no grupo voltado para a Educação. O formulário de adesão à RBCC está disponível em: https://sites.usp.br/rbcienciacidada/adesao-a-rbcc/

 

7 - Como incentivar e orientar nossos alunos a observar, identificar problemas e propor possíveis soluções? Como auxiliá-los na busca e protagonismo de uma formação crítica e criativa?

Essas habilidades devem ser trabalhadas desde os primeiros anos escolares. Processos de ensino que envolvam questões socioambientais reais e de relevância para os estudantes podem auxiliar neste processo. Também é importante que estas habilidades sejam trabalhadas dentro de um planejamento que considere um tempo adequado (geralmente maior do que apenas algumas aulas) e, neste sentido, a abordagem de aprendizagem baseada em projetos pode ser interessante. A ciência cidadã se encaixa perfeitamente em propostas de aprendizagem baseada em problemas e em projetos.

 

8 - Quais são os principais desafios para a implementação de projetos de Ciência Cidadã nas escolas?

São vários, mas vejo que os principais estejam relacionados ao acesso às tecnologias e a comunicação entre escola e instituições de pesquisa. Há muitas vezes a ideia de que as universidades estão distantes da sociedade, então é muito importante que as escolas demandem essas ações de interação e busquem parcerias. Há muitas universidades querendo a aproximação, mas muitas vezes não sabendo os caminhos para chegar até as escolas.

 

9 - Alguns estudos apontam que o grau de aproveitamento e engajamento dos alunos nas atividades denominadas "pedagogia de projetos" é profundamente influenciado pela renda familiar. Como desenvolver projetos verdadeiramente cidadãos, no sentido de serem inclusivos para os alunos de renda familiar mais baixa?

Uma vez que os projetos sejam pensados para atender a uma questão que seja contextualizada e relevante para os estudantes, eles passam a ser interessantes para eles. Os projetos de ciência cidadã não precisam, necessariamente, envolver grandes infraestruturas e custos, podendo ser realizados com materiais de baixo custo (até mesmo produzidos pelos próprios estudantes) e mesmo com baixo ou nenhum uso de tecnologias de informação e comunicação, no que chamamos ExTreme Citizen Science. Sendo assim, o mais importante é que o coordenador da ação de ciência cidadã na escola seja capaz de pensar em projetos adequados para a realidade daqueles estudantes, tornando o processo de geração de conhecimento científico realmente inclusivo.

 

10 - Como dialogar e envolver a Comunidade escolar (sobretudo os responsáveis dos estudantes) para o desenvolvimento de uma "cultura científica" nas escolas?

Para estimular a comunidade escolar no desenvolvimento desta cultura científica, é super importante envolver a comunidade nos processos de produção de conhecimento científico. Por exemplo, através da promoção de feiras e mostras científicas abertas à comunidade, nas quais os estudantes apresentam seus projetos, ou ainda, envolvendo os familiares dos estudantes para que eles auxiliem de alguma forma na coleta de dados para os projetos, por exemplo.

 

11 - Qual "dica de ouro" para realizar um projeto de Ciência Cidadã que consiga integrar as diversas áreas do conhecimento de sucesso?

Não há uma receita mágica. O essencial é pensar em uma pergunta científica que seja relevante, contextualizada e complexa. Quando digo complexa, não quero dizer difícil, mas sim que abranja diferentes dimensões que só podem ser trabalhadas se envolverem diferentes disciplinas. Por exemplo, questões socioambientais como uso de água e energia, biodiversidade, mudanças climáticas, alimentação sustentável, geração e gestão de resíduos sólidos, entre outras, são exemplos de questões que são complexas e que têm um apelo aos estudantes por estarem diretamente relacionadas com seu bem-estar e saúde. Espero que eu tenha ajudado. Boa sorte com seus projetos!

 

O STEM Education Hub é um projeto fruto da parceria entre o Conselho Britânico e a King's College London. Inscreva-se na nossa newsletter para saber mais sobre os nossos próximos eventos:

Fique sabendo das últimas notícias do STEM Education Hub!

pt_BRBR